Antes de decidir ter um animal de estimação deverá reflectir muito bem sobre os prós, os contras e as implicações que esta decisão tem!

Não é uma decisão fácil, pelo que deverá ser bem pensada e tomada em família! Afinal trata-se de um novo membro que vai exigir, tempo, dedicação, amor, carinho e algumas despesas também! Preparar a família e o espaço é muito importante, mas antes considere as seguintes questões:

Cão ou Gato? Não são comparáveis e muitas vezes são complementares e quase sempre compatíveis! Um cão exige mais tempo e dedicação (para saídas ao exterior, brincar, correr e gastar energia acumulada), ao passo que um gato é mais independente permitindo uma gestão diferente dos cuidados e dedicação a ter.

Que Raça? Animais de porte grande, exigem mais espaço e disponibilidade para brincar. Animais de pequeno porte, adaptam-se facilmente à vida interior típica das cidades e não requerem tanto espaço para se sentirem confortáveis.

Pêlo Curto ou Comprido? Um pelo comprimido exige tempo e paciência para o manter brilhante e saudável, enquanto que um pêlo curto é mais fácil de manter. Uma correcta alimentação, rica em ácidos gordos ómega 3, encontrados em salmão, atum e borrego é fundamental  para ter uma pelagem bonita, sendo que esta questão adquire relevância maior em animais de interior!

Que Alimento? Actualmente existem no mercado de todos os tipos e feitios! Húmidas, secas, congeladas, congeladas, vegetarianas, “home maid” e  “tailler maid”, formuladas à medida do seu animal. Não esqueçam que cada raça tem as suas necessidades em função do porte, da pelagem, da actividade física, da idade e até da predisposição a determinadas patologias. O seu médico veterinário poderá considerar todas estas variáveis e aconselhar o alimento mais indicado para o seu animal.

 

 

Que Cuidados Médico Veterinários são necessários? A prevenção dos problemas é fundamental para o bem estar e longevidade do seu animal. Antigamente esperava-se que os problemas surgissem para actuar (com todas as implicações monetárias e de conforto que isso acarretava) para a actualidade em que se actua preventivamente, evitando ou minimizando o aparecimento dos problemas.

O plano de vacinação que se poderá iniciar a partir das 5 – 6 semanas, deverá ser definido pelo seu médico veterinário em função da incidência e prevalência de determinadas doenças. Não há planos fixos! Um cachorro que viva na Covilhã ou em Lisboa poderá ter protocolos de vacinação diferentes e ambos estarem correctos!

A desparasitação interna deverá iniciar-se aos 15 dias de vida e manter-se mensal até aos 6 meses, altura em que desparasitações internas a cada 3 meses farão sentido na maior parte dos casos. Não esqueça os parasitas externos! Apesar de serem mais frequentes no Verão, em função dos problemas que podem causar nas pessoas e da climatização interior das nossas habitações, deverá ser mantida ao longo do ano.

A decisão de ter um animal de estimação é relevante e deve ser unânime entre os membros da família, uma vez que vai exigir a colaboração e dedicação de todos durante muitos anos!

Sim, vai exigir tempo, dedicação e algum dinheiro, mas a recompensa é enorme! È um fiel Amigo que está ali sempre para nos receber, disponível para nós e que nos torna melhores pessoas! Vai dar-nos algumas dores de cabeça? Claro! Se não fosse assim não tinha piada! Mas no final vão ficar imensas histórias  e aventuras para contar com aquela sensação de que vale a pena!

 

Miguel Matos 

Médico Veterinário

Director Clinico do Grupo Ani Mar

Please follow and like us: